São estranhos os dias em que nos tornamos diferentes (aqueles tantos dias da vida em que nos ultrapassamos, clariceanos). Nem sempre percebemos o momento com exatidão, se o primeiro beijo, o segundo sexo ou o terceiro livro foram aqueles que nos seqüestraram para uma outra e irreversível realidade.

Anúncios