a luz

quando (se) perde (de)

seu peso

                ganha

leviana leveza

: perde o peso

do mundo

mas não o perde (de vista)

de todo

luz sem fóton

luminosidade

rara e feita : aquilo

que o olho leva

pra dentro da gente

(e a gente nem percebe)

quase desexiste

(luz sem nada –

mas ainda visgo

de tudo

        o que persiste)